8 sugestões para fazer avaliações de resultados em aulas a distância

O distanciamento social e as aulas remotas trouxeram à tona o desafio de continuar avaliando o processo de aprendizagem de estudantes. Confira as dicas da Geekie para continuar a coleta de evidências para comprovação da aprendizagem durante esse período. 

A etapa de avaliação de resultados, também conhecida como avaliação somativa, gera informações sobre as aprendizagens alcançadas por alunos e alunas ao fim de um processo educacional. Dessa forma, é importante tanto na perspectiva do(a) estudante, que consegue ter uma melhor visibilidade de um consolidado de aprendizados, quanto na perspectiva da escola, que consegue analisar a qualidade e efetividade do processo de ensino-aprendizagem como um todo, possibilitando reflexões e aprimoramento das práticas.

Nas aulas presenciais, os métodos mais comuns usados nas escolas para avaliação de resultados são as provas escritas e as avaliações externas. Em um contexto a distância, esses dois métodos continuam pertinentes, mas dependem de ferramentas que viabilizem uma aplicação remota. Por outro lado, pode ser uma oportunidade para que outras formas avaliativas sejam incorporadas.

Confira as 8 sugestões que podem ser utilizadas para comprovar resultados de aprendizagem. 

Avaliação pelo Google Forms

Para facilitar a correção e organização das notas, o(a) professor(a) pode transportar as questões para o Google Forms, que possibilita que os(as) estudantes realizem a prova on-line com a correção automática das questões de múltipla escolha.

Exemplo de visualização da tela Google Forms
Exemplo de visualização da tela Google Forms – Resultados de prova criada dentro do Geekie One

Relatórios de pesquisa

Podem ser produzidos a partir dos conteúdos trabalhados nas aulas ou de temas sugeridos pelo(a) professor(a), embasando a produção de outros materiais, como infográficos, vídeos e podcasts, ou apresentados em forma textual. Os conteúdos produzidos podem ser disponibilizados por estudantes por meio de diversos aplicativos de armazenamento em nuvem, como Google Drive e OneDrive.

Produção de infográficos

Os infográficos são uma ótima maneira de sintetizar o que foi estudado em uma linguagem visual, clara e divertida. O material ainda pode servir para a turma estudar! Existem diversos aplicativos gratuitos para a edição de imagens que podem ser usados para a produção dos infográficos. Um exemplo é o Canva, cujas produções podem ser compartilhadas em serviços de nuvem como os já citados. Estudantes com facilidade para desenhar podem produzir manualmente, fotografar e compartilhar a imagem!

Resumos de materiais disponibilizados pelo(a) professor(a)

Livros, filmes, podcasts, vídeos do YouTube e vários outros materiais são fontes para a produção de um resumo, seja ele mais descritivo ou analítico. O(A) professor(a) pode disponibilizar links para os(as) alunos(as) na seção Materiais do Geekie One ou enviados por e-mail para a turma. Já as produções dos(as) estudantes podem ser compartilhadas nos serviços de nuvem. É importante lembrar que os materiais de acesso gratuito são mais facilmente acessados pelos(as) alunos(as). Esses materiais são encontrados, por exemplo, em plataformas de compartilhamento de vídeo, como o YouTube, e em bibliotecas digitais, como a Biblioteca Brasiliana da USP.

Apresentações para a classe

Os materiais produzidos, como resumos, infográficos e relatórios de pesquisa, podem ser apresentados para a turma! Assim, além do próprio material, o(a) professor(a) ganha mais um momento de avaliação de aprendizagem.

Além das conferências em serviços como o Hangouts Meet e o Mentimeter, os(as)estudantes também podem produzir vídeos e podcasts para suas apresentações. YouTube, Instagram e TikTok são boas ferramentas para a produção de vídeos, e os próprios aplicativos de gravação de áudio dos smartphones dos(as) estudantes podem produzir os podcasts

Portfólios de aprendizagem

O registro das mais diversas atividades realizadas pelos(as) alunos(as), como trabalhos, anotações, gráficos e dados, pode auxiliar o(a) docente a ter uma visão ampla daquilo que foi feito. O registro também ajuda a perceber mais claramente quais objetivos de aprendizagem não foram alcançados, permitindo ao(à) docente atuar sobre esse ponto.

Para manter as entregas e produções organizadas, os(as) alunos(as) podem criar uma pasta em um serviço de armazenamento em nuvem, como o Google Drive. Essa pasta pode ser compartilhada com os(as) professores(as), que podem acessá-las quando quiserem.

Montagem de provas

O Geekie One possui uma função para ajudar o(a) professor(a) a criar provas. Clicando na aba “Provas” do aplicativo, o(a) docente recebe uma série de instruções para criar uma avaliação a partir de questões, que podem ser tanto as atividades dos capítulos como as exclusivas para o(a) professor(a), que podem ser sugeridas ou escolhidas manualmente. Uma vez adicionadas as questões, o Geekie One gera um documento que será exportado para o Google Drive e pode ser enviado para outros locais, como a seção Materiais do Geekie One.

Exemplo de visualização da tela Geekie One - Crie sua prova
Exemplo de visualização da tela Geekie One – Crie sua prova

Avaliação externa

Com o Geekie One, as avaliações externas continuam viabilizadas. Nós disponibilizamos para as escolas o Geekie Teste (modelo Saeb para o Ensino Fundamental ou Enem para o Ensino Médio). Essas avaliações podem ser aplicadas on-line, cada aluno(a) respondendo em sua casa, e geram relatórios contendo uma nota por estudante. Por seu caráter externo, permite também comparar a sua instituição de ensino com outras escolas do país. 

Exemplo de visualização o relatório Geekie Enem - InfoGeekie
Exemplo de visualização o relatório Geekie Enem – InfoGeekie

Conclusão: avaliação é um processo e não um fim

A distância não impede o(a) professor(a) de realizar a avaliação da participação, desenvolvimento e resultados dos estudantes. Por mais que os(as) docentes não estejam fisicamente próximos aos(às) estudantes, ferramentas tecnológicas como as apresentadas aqui possibilitam entregas constantes e até em formatos mais inovadores e interessantes do que os tradicionais.

Assim, ao dominar as novas ferramentas e se apropriar de conceitos como nuvem e compartilhamento, o(a) professor(a) pode construir processos avaliativos completos e muito ricos, preocupados não só com o resultado final, mas também com o envolvimento e o esforço dos(as) estudantes. Os dados gerados por esses processos permitem à instituição de ensino analisar o trabalho pedagógico realizado, permitindo a construção de considerações e ações sobre ele.

A avaliação de participação, desenvolvimento durante o processo e resultado final de aprendizado englobam, de modo geral, os principais aspectos que precisam ser considerados em um processo educativo que valoriza não apenas o resultado final, mas também o envolvimento e o esforço. A partir desses elementos, a escola pode comprovar a execução do trabalho pedagógico realizado e fazer uma deliberação sobre aprovação ou reprovação, requisito legal necessário.

Baixe nosso material com dicas para fazer avaliações nas aulas a distância

* João Victor Rosa é Designer Pedagógico da Geekie, bacharel e licenciado em História pela Universidade de São Paulo e mestre em História pela mesma universidade, estudando o uso de videogames como ferramentas para o ensino. É professor do ensino básico desde 2012, apaixonado por educação e inovação, e hoje contribui com o time de Eletivas da Geekie.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami