Como a tecnologia pode ajudar na preparação para o Enem

Nos contatos com escolas parceiras da Geekie, é possível concluir que a tecnologia realmente faz os estudantes perceberem que tirar uma boa nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou em outros vestibulares é algo que está ao seu alcance. Em seu artigo desta quinzena na Nova Escola, Claudio Sassaki traz dicas de sites e aplicativos que podem ser usados para ajudar tanto os professores quanto os alunos na revisão de conteúdos para o exame. Leia um trecho abaixo e confira o post na íntegra neste link.
Organização é preciso!
O Trello é a ferramenta que nós usamos na Geekie para gerenciar projetos. Ele funciona com “boards” para cada iniciativa, dentro dos quais podemos criar listas formadas por “cards” para cada tarefa. À medida que elas são terminadas, é possível mover os cards correspondentes para uma lista de “Concluídos”. Sua funcionalidade, gratuita, é útil para qualquer coisa que exija algum nível de organização, de roteiros de viagem a planos de estudos.
E a equipe do Trello criou um board especial para o Enem, com listas de temas para estudar em cada área do conhecimento. Isso pode ser útil tanto para que os alunos estudem individualmente quanto para o professor trabalhar com a turma, já que é possível adicionar descrições, checklists, comentários, anexar arquivos e colocar etiquetas para indicar o que for mais importante, entre outras coisas. Para ter acesso aos boards e entender melhor como usá-los, siga este link.
Geekie Games
Esta é uma dica para dar aos seus alunos: única plataforma credenciada pelo MEC, o Geekie Games é um aplicativo disponível em versão web e mobile (para Android) que elabora um plano de estudos personalizado para o usuário de acordo com o curso que ele deseja, a quantidade de horas diárias que tem para estudar e seu domínio de cada tema, identificado por meio de simulados.
A própria plataforma traz mais de 600 aulas completas que podem ser recomendadas como reforço para conteúdo dado em sala, com vídeos, resumos e exercícios sobre os assuntos de cada disciplina que são mais frequentes no exame. À medida que consome esses recursos, o aplicativo salva o progresso do usuário e vai atualizando o plano de estudos. No campo “Desempenho”, é possível ver o que falta ser estudado e qual o domínio em cada um dos temas.
Até a data do Enem, a plataforma disponibilizará quatro simulados abertos, todos eles usando a TRI. Isso permite uma estimativa bastante precisa de quanto o candidato tiraria na prova e gera um relatório detalhado sobre seu nível de conhecimento.”
 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami