Avaliação não é prova

Desde tempos imemoriais, provas escolares são fonte de angústia para alunos de todas as idades. Os mais estudiosos temem decepcionar nos resultados e os outros receiam se sair mal e ser punidos. Depois do stress, vêm as notas. E geralmente fica por isso mesmo.
Mas não deveria ser assim. As avaliações são parte fundamental do processo de aprendizado, não algo externo a ele. Seu objetivo não deveria ser fazer o aluno “provar” que sabe o conteúdo, e sim servir como diagnóstico do que já foi feito e bússola para o planejamento dos próximos passos.
Mas alguns fatores dificultam que isso aconteça: a demora no processamento dos resultados, a falta de uma análise mais abrangente dos erros e acertos dos estudantes, o formato pouco amigável e exaustivo de muitas provas.
Na coluna desta quinzena no site da Nova Escola, o co-fundador da Geekie, Claudio Sassaki, mostra como a tecnologia pode ajudar a resolver esses e outros problemas, permitindo que as avaliações ocupem seu lugar de auxiliadoras, em vez de inimigas, dos estudantes. Leia o texto aqui e depois compartilhe sua opinião na seção de comentários deste blog!
 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami