33 mil estudantes brasileiros começam a fazer exames do Pisa

Este ano, ciências será área de destaque em teste global que inclui matemática e leitura; pela primeira vez prova será online e vai avaliar educação financeira de grupo selecionado de alunos.

Cerca de 33 mil estudantes brasileiros começaram esta semana a fazer as provas do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), principal indicador de qualidade do ensino no mundo e base de um ranking global de países. Aplicado a adolescentes de 15 anos, o Pisa avalia conhecimentos em ciências, leitura e matemática. A cada edição, uma das áreas tem mais destaque – este ano será a de ciências. O exame tem duas novidades em 2015: está sendo feito todo no computador e inclui uma avaliação sobre educação financeira.

Os estudantes participantes do Pisa devem ter nascido em 1999 e cursar a partir da 7.ª série do ensino fundamental. O grupo que fará também a avaliação de educação financeira vai ser sorteado entre os 33 mil selecionados para as provas gerais. Na última edição do Pisa, divulgada em 2013, os brasileiros foram mal nas três áreas analisadas. No ranking formado por 65 países, ficaram em 59.º lugar em ciências, 58.º em matemática e 55.º em leitura.

O teste internacional de educação financeira vai medir a capacidade dos estudantes de controlar as  finanças diárias e investigar como eles resolvem situações cotidianas. No ano passado, a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), organizadora do Pisa, divulgou os primeiros resultados dessa nova avaliação – o Brasil não estava entre os 18 países participantes. O teste mostrou que 70% dos estudantes é incapaz de tomar decisões simples sobre gastos diários e apenas 10% conseguem resolver problemas financeiros complexos.

 Com informações da Agência Brasil e do portal G1





New Call-to-action




Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Bitnami